terça-feira, 8 de setembro de 2009

Sobre amor-próprio.

Minha auto estima sempre girou em torno de quilos e de corpo perfeito. Gordinha desde sempre, busquei incessantemente ser magra e feliz e corri atrás disso o quanto pude. Fui a endocrinologistas, nutricionista, massagista e outros tantos 'istas' que me indicavam.
Tomei remédios fortes, emagreci e deixei minha auto estima a mil. Afinal, aquilo era tudo o que eu queria. Mas, algum tempo depois cai de cara no chão.
Voltei dos Estados Unidos bem mais rechonchuda do que quando fui. E ansiedade do vestibular misturada com a ausência do remédio me fez comer o dobro, e entrar num buraco cada vez maior. Cada vez que uma calça não entrava eu chorava mais e me sentia a pior pessoa do mundo.
Definitivamente, meu amor próprio foi a zero, e textos melancólicos e deprimidos dominavam meu blog. Minha vida, de repente era aquilo, e eu não conseguia enxergar mais nada de bom em mim.
Consegui me livrar disso tudo quando vi que amor-próprio é muito mais que um corpo bonito. É você amar suas diferenças e fazer de você especial por elas. Hoje, às vezes, ainda me olho no espelho e tenho vontade de fugir. Mas, sei que minha vida não gira mais em torno disso.
Afinal, se primeiramente eu não me amar, ninguém mais poderá fazer isso por mim.

pauta para o tdb

5 comentários:

Carolina disse...

Eu sei como é isso! Hoje também percebo que coisas como essas não são o fim do mundo, que mesmo assim podemos ser felizes! :D

BeiJones!

Debbys disse...

com certeza... eu nunca liguei pra essa coisa de corpo, até eu começar a tentar vestibular e ganhar umas gordurinhas... nossa, vc se acha obesa, e todo mundo falando que eu tava linda e não tinha nd demais... daí eu peguei firme na academia, mas sempre me estressava com a vida e parava.. daí, esse ano decidi comer tudo que eu quero pra desestressar mesmo, e ano que vem eu volto pra academia, naum pra fikar com o corpo esbelto, mas pq faz bem pra saúde, e se deus quiser eu vou estar bem realizada em uma faculdade, e acho que tudo vai fluir melhor.. xD
besoss

SHINE * disse...

nunca me importei com esse negocios de comida e corpo perfeito.. acho que não pode abusar, mas mesmo assim.. tem que se aceitar como é :]

parabéns por conseguir mudar, adorei seu texto!

Beijos

brenda disse...

Todos temos defeitos, e são primeiramente a eles que temos que amar, afinal as pessoas sempre vão amar nossas qualidades, mas se não amarmos nossos defeitos igualmente ninguém irá. E o amor próprio tem que ir além disso. E superar tudo. As fases boas, as ruins. E estar sempre em alta. Estar sempre bem. E feliz consigo mesma. Porque no final é tudo que importa.
bjs

Lud disse...

dani! sei muito bom bem como é essa história. também já transitei muitas vezes entre magra e gordinha. Sei como é se sentir lá embaixo. Mas hoje, por mais que eu continue nesse vai e volta, consigo enxergar mais coisas em mim, qualidades que vao alem disso.
adorei o texto (:
:*