segunda-feira, 22 de junho de 2009

Amigos até onde?


Os "Amigos de Aluguel" oferecem uma casca linda e superficial de uma amizade. Eles passeam com você no shopping, vão a festa ou se dispõem a fazer viagens super divertidas, tudo isso com muitos sorrisos e uma boa quantia em dinheiro. Gostou? Vá em frente.
Porém amizade é muito mais que isso, ela é um inteiro complexo e enroscado que não precisa grana para existir. As pessoas se identificam, se gostam e se tornam amigas. Elas possuem um compromisso imaginário, e esse relacionamento não é sempre cor-de-rosa. Há brigas, desentendimentos, discussões, mas geralmente é isso que fortalece e torna a amizade ainda mais próxima.
Alugar um amigo é uma solução prática para quem só quer o lado bom da coisa, ou para aqueles que precisam desesperadamente de uma companhia. Mas até onde vai o profissionalismo e o sentimento verdadeiro? Quais são as barreiras desse serviço? E se o tempo de aluguel acaba e a vontade de estar junto não? Numa história dessas o pessoal está muito perto do profissional, e uma coisa que precisa ser sincera pra exister, acaba se tornando fria e mecânica.
Aí então é melhor contratar um robô, não?



Pauta para o site: www.amigosdealuguel.com.br -> Vocês acham isso legal? Vocês contratariam o serviço se precisassem de companhia para algum evento ou programação? Ou é “coisa de desocupado”, afinal amizade não se compra de jeito nenhum?

3 comentários:

Francisca Nery disse...

e já pensou quando o estoque de dinheiro acabasse? teríamos que encontrar uma versão ilegal for free! ushausahs (:

Livre Pub disse...

Amizade de amigo de aluguel é igual amor de prostituta, não existe.

Jéssica disse...

Nossa, isso deve ser horrível e caro. Pagar para ter amigos deve ser o fundo do poço...

Tenso. Gostei não :/

;**