terça-feira, 6 de julho de 2010

Irremediável neon

Eu acho especialmente engraçado o modo como as pessoas se encontram e daí começam a se relacionar. Podia ser qualquer um, mas foi ele. O namorado de hoje podia ser o padeiro, o primo da amiga, o zé da esquina. O coração é geográfico e o negócio não é encontrar. Isso qualquer um faz. O mundo está cheio de gatinhos manhosos, tarados69 ou lindoquernamorar. w-h-a-t-e-v-e-r! Todos eles querem uma dona sexy para lhe domar. Aqui ou lá, sempre vai haver alguém que lhe dê um sorriso fácil e faça seu estômago revirar. E beijar na boca e sexo seguro é gostoso, não mata, não engorda, não faz mal. Os problemas mesmo estão no depois. Isso se você quiser causa-los. Afinal, a escolha sempre vai ser sua.

Pensa comigo, a matemática está ali, lidamos com ela todo dia, toda hora. Tudo vai depender do jeito que você vai resolver a equação.
E tem gente que gosta, gosta muito, gosta absurdamente de remoer situações e estende-las até a última gota. Faz isso brincando, como se fosse uma partida de banco imobiliário, daquelas que ficam dias até acabar.
E o outro lado sofre, chora, fica de olho inchado. Não se conforma, pede ajuda, conversa, se sente culpado até quando não é. Lança todas as cartas. Vira. Revira. Decora.
Mas mesmo assim, o tarado por problemas não se toca e continua a partida, como se estive abafando. Inacreditavelmente se sente vencedor nas horas mais impróprias, como se fosse lindo e absoluto. Balela! Besteira! Mentira! O trono cai, amigo. Pode acreditar!
Se você não cuida, não entende, não se esforça... vai aparecer alguém que o faça. O afeto afeta como um fato.
Pode não ser nesse minuto, nem nesse dia, ou mesmo nesse mês. Mas uma hora o lado que sofre toma coragem e desconta, não em forma de vingança mas em forma de protesto.


E aí, o que resta?

6 comentários:

Joy disse...

É. E tem horas que a gente tem que se concentrar em não pensar demais NAS coisas.

Bjos

Natália disse...

Tudo acontece de formas estranhas pra mim! bj

Debbys disse...

é akela coisa do, quando perde é q dá valor, sabe??
saudadess danii! ^^
bjuss

Dáa Oliveira disse...

gostei do blog, to seguindo :D
beijo

http://daaoliveira.blogspot.com/

FILIPE ELOY disse...

É Dani, essa é a pura verdade.

Neste caso, temos que se concentrar em duas coisas:

1 - Numa música do Caetano que diz: "E pra começar, eu só vou gostar de quem gosta de mim".

2 - Para que complicar as coisas? É difícil chegar a esta conclusão quando se gosta de alguém mas, pense: Além dele, tem mais 6 bilhoes de pessoas lá fora espreando para amarem e serem amadas! Tornemos as coisas mais simples. Se ele não se importa, é pq não gosta. Pule fora!!!

:))))))

Bjo

Edson Flávio disse...

Dani, parabéns pelo Blog, já tô seguindo... e seu final foi top demais! "Mas uma hora o lado que sofre toma coragem e desconta, não em forma de vingança mas em forma de protesto"
bjos, sucesso.
Seu texto me fez lembrar a saga APRENDAR A AMAR, APRENDER A AMAR II e APRENDER A AMAR - PARTE FINAL que tá no meu blog. Dá uma lida... e me siga!!!