quarta-feira, 29 de julho de 2009

AMOR INCONDICIONAL

Cheguei numa família já formada. Irmão de oito, irmã de dez.
Quando morávamos juntos tínhamos um amor bandido, cheios de brigas e abraços de reconciliação. Já teve asa de anjo quebrada, tortada de frango nas costas, tênis voando e muuuuita cara feia mesmo!
Mas como ninguém escapa do tempo, nós crescemos. E os desentendimentos começaram a dar lugar pra saudade. Meus irmãos casaram, o carro ficou vazio nas viagens e o apartamento apertado agora tem quarto de hóspedes.
Porém hoje não tenho apenas uma casa. Tenho três! Ganhei mais duas famílias que sempre estão de braços abertos me esperando. Uma com edredon quentinho e leite condensado. O outro com videogame e cházinho.
Os barracos? Ah, eles ainda aparecem pra não perder o costume, porque irmão que é irmão não pode concordar sempre!
Obrigado por serem meu tudo. Obrigado por receberem uma recém nascida na família pronta. Obrigada por me acostumarem tão mal.Obrigada por me darem tanto amor. Obrigada por me inspirarem e serem meus exemplos. Eu amo vocês meus chatinhos, e o melhor de tudo, é pra sempre.


pauta pra Capricho: papo entre irmãos

21 comentários:

Juliana disse...

to emocionada..., que lindo...,
pois é... vc foi o melhor presente que chegou em nossas vidas,muito obrigada você por ter nos ajudado a ser uma familia mais feliz!! te amo pra sempre minha fofa, e é isso mesmo ,INCONDICIONAL!!

Marcelo disse...

A vida é engraçada mesmo neh!
....depois de um dia de cão...com muita correria, confusão, irritação e cansaço,a 10 min do fim de meu 10. expediente do dia...me deparo com essa emoção...emoção que me faz chorar e acreditar...
Acreditar que vale a pena...tudo..sempre...principalmente quando feito com amor e coragem!

Te amo!

Daniela Filipini disse...

Irmãos fazem muita falta mesmo, nem sei explicar :/
Meu irmão foi pra outra cidade fazer faculdade no começo do mês, e minha irmã de consideração pra outro estado x:
É horrivel a falta que eles me fazem...

Patrícia disse...

Ouuu que coisa mais fofa! Lá em casa sou eu e a minha irmã. Quando nasci ela já tinha 10 anos... eu queria ter muitos irmãos e que a diferença de idade fosse pequena, mas agradeço pelos meus primos, que pra mim são como irmãos :)

Camila disse...

qe liindoo esse amor *-*

Debbys disse...

ohn, que lindos!! ^^
bjusss

Gabriela Martinez disse...

Você é dona de muita sorte, isso sim! Irmãos como os seus, primos meus, são pessoas que vieram com um pacote a mais do céu, como anjos.. Me arrepiei durante todo o texto, e com o comentário deles também! =)

Carol e Ma disse...

Uhuuuullll mais uma publicação.....já li no TDB!!!
Beijoooo

g.a.c.s:. disse...

Que texto maravilhoso, me lembra a frase de Sartre que diz "A família é como a varíola: apanha-se em pequeno e deixa marcas toda a vida.”, sem duvida é uma frase pesada e carinhosa ao mesmo tempo, gosto de lembrar-me dela, nos momentos de brigas...

disse...

Amo minhas irmãs também. São meu tudo. Irmãos são a vida.

Reebecca disse...

teu jeito simples de escrever me conquistou .
seguidora nova beem .

*Lusinha* disse...

É tão bom poder contar com nossos irmãos de sangue. Hoje mesmo a minha fez algo lindo por mim e eu tô toda boba daqui ainda com ela.
Bjitos!

Francisca Nery disse...

dani dani. me enche os olhos de lágrimas. eu sempre desejei ter relacionamento deste jeito com minha irmã. infelizmente isto nunca aconteceu. admiro tanto, é mara, irmão quando é assim é realmente para sempre! arrasou.

Gabriela disse...

tão felizes, os três! =)
queria que fosse assim comigo e meus irmãos também..

Rebeca disse...

Que lindo!!!
Amei o post :)

beijinhos fofa :*

Thaís A. disse...

sou filha única '-' mas considero minha mãe como uma irmã, sério!

Fernanda Leal disse...

Que lindo, Dani! Sabe que me lembrou a minha família? Só tenho um irmão, mas nesse último ano tudo virou de cabeça pra baixo. O apartamento, que antes era na medida certa, ficou pequeno: amiga da mãe que tá construindo a casa veio parar aqui e trouxe junto um filho, que já virou afilhado; meu irmão, que dividia um apartamento, saiu de casa e voltou para cá; a filha da amiga de minha mãe, que mora na Ilha, veio fazer cursinho em Salvador e, adivinha só?, veio morar aqui também.
Resumindo, o apartamento pequeno virou coração de mãe: sempre cabe mais um morador e uma centena de risadas.
beeijo!

PS. Tava com saudade!

Allan Machado disse...

Sempre tive conflitos com o meu irmão e não acredito nunca que irá acabar. Mas não me martirizo com isso. É normal... Pelo menos eu acho!

Cadinho RoCo disse...

O bom é estarmos sempre com o espírito do entendimento acordado.
Cadinho RoCo

Sofia disse...

Adoeri o seu texto, muito bem escrito. Parabéns!

Ps. Já te botei no favoritos *-*
beijos,
Sofia
(http://pirulito-no-palito.blogspot.com)

Ana disse...

confusões a parte, irmãos são sempre irmãos! e eu infelizmente não tenho! parabens pelo blog e pela sua cumplicidade com seus irmãos, é raro ver isso!

da uma passadinha no meu blog, sou novata por aqui! Beijinhos